Plano de Ações

O objetivo do plano de ação é levantar todas as atividades que precisam ser desempenhadas para alcançar os objetivos estabelecidos no planejamento estratégico. Este é o momento de detalhar, de forma clara e realista, quais ações serão de responsabilidade de cada um, estabelecendo a forma como será desempenhada e em qual prazo, os recursos e as evidências da conquista. Essa ferramenta permite que todas as decisões sejam tomadas antes mesmo de colocadas em prática, garantindo mais assertividade e correção prévia de eventuais problemas. Dessa forma, é muito indicada para alcançar soluções a curto prazo, mas nada impede de ser utilizada também em outras circunstâncias.

Segmentação do Objetivo

  • Se você pudesse dividir o alcance de sua meta em 3 segmentos, como acha que seria?
  • Qual seu planejamento para realizar seu objetivo?
  • O que é disciplina? O que seria diferente em sua vida hoje?
  • Se você falasse para alguém realizar este objetivo, por onde ele deveria iniciar?
  • Quem você conhece que já alcançou algo do tipo que você pretende? E o que ela precisou para fazer isso?
  • Qual a sua primeira ação em direção ao seu objetivo?
  • O que você faria se tivesse uma varinha mágica?
  • Como você poderia mudar imediatamente e curtir esse processo?
  • O que você pode fazer agora para iniciar a realização do seu objetivo?
  • O que você está disposto a realizar no momento para conquistar sua meta?
  • Por onde você quer começar?
  • Como vai saber que o objetivo foi atingido?
  • O que você pode fazer agora?
  • Que pesquisa você poderia fazer para ter mais ideias?
  • O que precisa acontecer efetivamente e na prática para saber que atingiu o seu objetivo?
  • O que fazer hoje para ir em direção ao seu objetivo?
  • Como você considera que possamos atingir este objetivo?
  • Qual a ação que você sente confortável em realizar neste momento visando este seu objetivo?

Congruência

(Questões Sistêmicas que se afetam alguém ao seu redor)

  • Que outras pessoas serão afetadas pelo seu objetivo?
  • Alguém pode ser prejudicado?
  • Este objetivo é palpável? O quanto ele é realmente viável?
  • Suas ações estão influenciando positivamente o meio em que você vive?
  • Suas mudanças acarretariam angústia em alguém?
  • O que pode ser feito para medir o impacto de tais objetivos nos demais envolvidos?
  • Você irá se prejudicar?
  • Isso realmente vai te trazer sucesso sem ir de encontro com seus valores?
  • Quais as consequências ao realizar este objetivo?
  • Você está disposto a mudar algo caso suas ações não sejam benéficas às pessoas ao seu redor?
  • A realização de seu objetivo afetará alguém?
  • Quem estará ao seu lado?
  • Você está sendo honesto consigo mesmo e com os outros?
  • Quem está envolvido (direta ou indiretamente)?
  • Qual pode ser o efeito nos outros?
  • Qual o impacto de suas ações no ambiente familiar e de trabalho?
  • Você tem consciência da abrangência que o resultado de sua ação pode causar nas outras pessoas?
  • Isto está alinhado com seus valores?

Estimular a Ação

(Crie números e prazos)

  • Qual será o primeiro acontecimento que fará você perceber que alcançou sua meta?
  • Qual seu plano para alcançar o resultado esperado?
  • O que você irá fazer para…?
  • Qual o primeiro passo para alcançar a próxima meta?
  • De hoje até a próxima sessão qual será sua ação?
  • Qual será a evidência de que você está no caminho certo?
  • O que você pode fazer hoje para iniciar sua caminhada em direção à sua meta?
  • Como pode aumentar o seu nível de comprometimento com os seus objetivos?
  • De que forma você perceberá o início da efetivação do seu sonho?
  • Quais ações precisam ser tomadas para solucionar o problema que lhe aflige hoje?
  • O que você se compromete a praticar ainda hoje para celebrar suas metas?
  • Você vai reagir imediatamente ou você quer deixar a situação amadurecer por um tempo?
  • Que tipo de premiações você se dará à medida que completa cada fase do trabalho?

Levantamento de Recursos

(REAÇÃO)

  • Que qualidades você acredita que tem e que vão facilitar o alcance de suas metas?
  • Que habilidade te aproximaria do resultado esperado?
  • Quais habilidades você gostaria de aprimorar?
  • Que motivos te levam a almejar esse objetivo?
  • “Uma saída pode ser uma entrada”. Qual seria essa oportunidade atualmente em sua vida?
  • O que pode lhe inspirar?
  • O que você precisa para realizar seu sonho?
  • O que acredita ser mais importante na conquista dos seus objetivos?
  • Projete-se vários anos à frente. O problema está totalmente resolvido. Descreva-o.
    • (Então) O que você fez para chegar a esse resultado satisfatório?
  • Quem você precisa se tornar para atingir sua meta?
  • Vamos imaginar que você resolveu o seu problema da forma mais satisfatória possível. Qual é o resultado final? (Ou) Você pode descrever como se sente?
    • (Então) O que você fez para chegar aqui?
  • Quais de suas capacidades merecem aperfeiçoamento?
  • O que irá te habilitar para você alcançar X?
  • Que recursos você pode explorar e praticar para atingir X?
  • Quais são as ações que te motivam e que poderia se tornar uma rotina em sua vida?

Evidências de realização

(MOVIMENTO EM DIREÇÃO A…)

  • Qual evento/acontecimento sinalizará a você que alcançou sua meta?
  • O que te mostrará que está no caminho certo?
  • O que, exatamente, lhe fará dizer “consegui”?
  • Como você vai saber que atingiu os resultados esperados?
  • De que maneira vai mensurar os resultados? O que precisa acontecer para ter certeza que já os atingiu?
  • O que precisa acontecer para você celebrar seus resultados?
  • Quando isso vai acontecer?
  • De que forma você perceberá que conquistou seus objetivos?
  • Como você pode fazer para que suas conquistas virem um “marco” para você?

Use o método para transformar suas metas em planos de ações. Essa técnica é bem simples de ser feita e seus resultados são imediatos na organização das suas metas. Para exemplificar vamos utilizar esta técnica com a meta de emagrecer.

Especifique – “Quero ser mais saudavel” é muito amplo e não oferece nada de prático para você aplicar isso no dia a dia. “Quero emagrecer” , “Quero parar de comer carne vermelha”, “Quero começar a malhar” são frases mais específicas e deixam o objetivo inicial de “Quero ser mais saudável” mais prático e objetivo.

  • Mensurar– “Quero emagrecer 5 quilos” te dá o poder de medir o seu progresso perante sua meta. Outro ponto importante de criar metas mensuráveis é que você consegue medir sua a produtividade para alcançar uma meta. Por exemplo, se você percebe que em um mês emagreceu menos que os outros, pode ser que realizou menos atividades ou relaxou na dieta. Com esse aprendizado, quando alcançar a meta de 5 quilos, você saberá o que foi produtivo ou não para alcançar uma meta de 10 quilos.
  • Atingível– aqui a reflexão é para saber se a sua meta é atingível. Se você acima da média de peso ideal e sempre cultivou hábitos ruins para a saúde, coloca uma meta de emagrecer 30 quilos pode ser frustrante pois em curto prazo é inatingível. Mudar hábitos levam tempo, disciplina e muito esforço. Comece com uma meta pequena, que precise de esforço par atingir mas que seja alcançável. A sensação da bater essa meta será incrível e vai te dar mais motivação para atingir metas maiores!
  • Relevância– “Eu quero emagrecer 5 quilos pois minha família tem histórico de hipertensão e diabetes. Se não começar a emagrecer e ter hábitos saudáveis agora, no futuro minha saúde será prejudicada”. A frase ficou longa mas conecta a sua meta em um sentido mais emocional. Crie metas relevantes para você, que tenham verdadeira propósitos na sua vida. Metas sem relevância não vão sair do papel e, mesmo quando alcançadas, vão gerar muito menos prazer do que algo que faça diferença real para sua vida.
  • Quando– “Eu quero emagrecer 5 quilos em 6 meses” te move para um compromisso com hora e data marcada. A pressão é maior mas ao mesmo tempo a visão do seu futuro quando realizar a meta é mais clara. Metas que são estabelecidas sem hora e data para acontecer são sempre deixadas para depois. Quando deixamos as coisas pra depois elas sempre ficam mais difíceis, sempre arranjamos ainda mais desculpas para não faze-las.