Como melhorar seu autocontrole emocional

O autocontrole emocional implica na capacidade de reconhecer e gerenciar suas emoções e permanecer eficaz mesmo em situações estressantes. Isso não significa evitar, ignorar ou reprimi-los. É uma habilidade que pode ser adquirida repetindo se constantemente certas ações, mesmo as pessoas com autocontrole emocional fragilizado tenham a impressão de que seu estado emocional não depende delas. E que muitas vezes se sentem sobrecarregadas pelo tumulto das emoções.

Quando as emoções negativas se acumulam, a capacidade mental cognitiva ou a “memória funcional” são bloqueadas. Isso impossibilita todos os outros esforços intelectuais, desde formar uma sentença até resolver um problema complicado. O bloqueio de nossa capacidade mental cognitiva frequentemente nos faz agir impulsivamente, fazer ou dizer coisas impensadas e doentias, prejudicando as relações. Na verdade, somos nós que têm o poder de ampliar ou diminuir nossas emoções. Por exemplo, quanto mais nos preocupamos com algo que nos deixou com raiva, mais encontramos boas razões e justificativas para ficarmos com raiva e mais ficamos com raiva. Se tentarmos ver as coisas de outra perspectiva, conseguimos nos acalmar. Repensar uma situação de maneira positiva é uma das maneiras mais eficazes de acabar com a raiva.

As emoções fazem parte de nossa vida diária e a maneira como as sentimos e expressamos influencia a qualidade de nossa vida, mas também a maneira como os outros nos veem. Se, por exemplo, ficar com raiva e fazer um drama quando nosso companheiro não atende ao celular, em vez de abordar a situação de maneira racional e com calma. Isso certamente predispõe a relação a muitos conflitos. Ou se reagirmos agressivamente no trânsito, isso pode colocar nossa vida em perigo e também podemos colocar outras pessoas em risco.

Nossas respostas emocionais dependem de como percebemos e avaliamos as situações pelas quais estamos passando. Se nossas respostas emocionais são funcionais, isto é, elas são apropriadas para a situação em que estamos não temos nada com que nos preocupar. Mas se muitas vezes sentimos emoções negativas e se a intensidade delas nos domina, nos impede de realizar naturalmente nossas atividades diárias, nos afeta profissional e pessoalmente. Temos então, fazer algo para mudar isso.

Pessoas que não têm autocontrole emocional:

  • tendem a culpar os outros por seu próprio estado emocional,
  • são mal-humorados e têm caprichos,
  • é difícil para eles controlar seus sentimentos negativos que eles mesmos aumentam,
  • muitas vezes podem se sentir sobrecarregados e terem a impressão que suas emoções estão fora de controle,
  • pode ter reações inadequadas, explosões emocionais,
  • pode ser extremamente impressionável,
  • tem baixa tolerância à frustração,
  • não administra bem o estresse ou situações de crise, não são eficazes sob pressão,
  • pode estar na maior parte do tempo de mau humor, não são constantes e são facilmente julgadas,
  • podem ter muitos estressores em sua vida,
  • pode ter uma baixa autoconfiança, são vistos como muito sensíveis,
  • tem um fraco controle de impulso,
  • eles não se esforçam muito para controlar seus sentimentos negativos tendo assim a impressão de que não têm controle sobre sua vida emocional.

 Pessoas com autocontrole emocional:

  • Estão cientes do que sentem e percebem as causas das suas emoções.
  • Estão cientes do momento em que as emoções surgem.
  • Percebem que se uma emoção está prestes a se intensificar, conscientemente e voluntariamente decidirão não permitir que isso aconteça usando, por exemplo, seu diálogo interno ou sair da situação antes que algo prejudicial aconteça.
  • Conseguem encontrar estratégias para controlar suas emoções, podendo assim continuar sua atividade.
  • Não ficam sobrecarregados de emoções negativas e não ficam presos em estados negativos,
  • Não pede a paciência em situações estressantes, são calmos e calculistas. Você pode confiar neles em situações de crise.
  • Não tem grandes desequilíbrios emocionais,
  • Estão atentos aos seus próprios pensamentos, usam um diálogo interno positivo.
  • Assumem a responsabilidade pelo que eles sentem e não culpam os outros.
  • São capazes de usar emoções fortes de maneira construtiva, por exemplo, podem ficar com raiva quando veem algo de errado acontecendo e podem guiar essa energia para ajudar a mudar a situação.

O que você pode fazer para melhorar seu autocontrole emocional?

 

1-Esteja ciente do que você sente. Observe e descreva suas emoções.

Identifique a sua emoção, anote sua intensidade, observe o que desencadeou essa emoção.

Observe os fatores que predispuseram você a ser vulnerável ao evento ativador (o que aconteceu antes?), observe como você interpretou a situação (pensamentos, crenças, suposições, expectativas, hipóteses, cenários), observe quais sensações físicas você sentiu, observa que impulsos você teve / o que sentiu a necessidade de fazer.

Que linguagem não verbal você teve, o que você disse e o que você fez, quais foram às consequências?

 

2-Esteja ciente do impacto que suas emoções têm em você. 

Anote três das emoções que você teve recentemente. Para cada uma dessas emoções, escreva:

Qual foi o evento ativador, o que aconteceu mais precisamente e o que você achou do evento?

Para que tipo de ação essa emoção o levou (resolver, superar, evitar a situação)?

Como você expressou sua emoção na frente dos outros (expressão facial, postura, gestos, palavras, ações, que tipo de mensagem você enviou reagindo assim, como sua reação emocional influenciou os outros e o que eles fizeram)?

Que efeito essa emoção teve em você (fisicamente, mentalmente, comportamental e socialmente)?

 

3-Mude seus pensamentos. 

Por trás de suas emoções estão seus pensamentos e crenças. Mesmo que você não possa mudar algumas situações, você pode mudar a forma como se relaciona com elas. Saber o que você pensa sobre o que está acontecendo, assim, você pode mudar o que sente.

 

4-Prepare-se para ter emoções positivas. 

Anote quais pensamentos você precisa ter para acessar melhorar tais emoções e quais ações você precisa fazer. Faça isso todos os dias.

5-Use técnicas de relaxamento.

Crie o hábito de relaxar, seja por meditação, esporte, arte, música, dança ou qualquer outra coisa que faça você se divertir e ser feliz. Com o tempo, você se tornará mais calmo e, ao mesmo tempo, mais consciente de sua própria pessoa, tornando-se mais disposto a trabalhar em seu autocontrole emocional.

 

6-Use técnicas de distanciamento e visualização. 

Quando você está em uma situação estressante, urgente, conflitante e dolorosa, use a técnica do distanciamento emocional. Olhe para a situação a partir de sua posição, em seguida, separe-se de sua própria posição perceptiva e tente olhar para ela a partir da perspectiva de outra pessoa, e então de fora, como se você fosse um observador. Isso fará com que você veja as coisas com mais clareza e não se envolva tão emocionalmente. Você se tornará menos subjetivo e menos emocional.

 

7-Se as emoções se intensificaram e você se sente sobrecarregado e sente que não consegue pensar com clareza, mude o foco de sua atenção. 

Faça outra coisa. Não se concentre no que você sente e no que está errado, não faça movimentos que amplifiquem seu estado negativo. Beba um copo de água, dê um passeio, respire, faça uma caminhada, faça o que for preciso para voltar a um estado normal.

 

O autocontrole emocional é uma das habilidades mais importantes, e precisamos dar a devida atenção se quisermos viver em harmonia com nós mesmos e com os outros. Porque sem o autocontrole emocional, nossa força interior torna se na maior parte negativa, manifestando se como um furacão capaz de destruir tudo o que entra em seu caminho.

 

Deixe uma resposta