Análise de Ganhos e Perdas

Às vezes, as pessoas desejam mudar de vida, uma mudança radical, mas não conseguem ver o que essa mudança poderá trazer de beneficio ou de malefício para sua vida atual. É por isso que a ferramenta de Ganhos e Perdas é de grande importância, pois iremos através dela, observar os aspectos da mudança em sua vida, e verificar o quanto essa mudança poderá ser benéfica ou não.

A grande diferença é que esta ferramenta avalia não a situação em si, ou os cenários que a cercam, mas sim a forma como esta situação ou mudança pode interferir em nosso próprio bem estar.

Para isto, é importante que você possa definir exatamente quais sãos seus propósitos atuais, e neste caso, poderíamos utilizar outras ferramentas já vistas neste espaço, como por exemplo a Definição de seus Objetivos, os Resultados Esperados. A partir do momento que temos um objetivo determinado, podemos então fazer uso desta ferramenta para aprimorar nossa responsabilidade em torná-lo real, ou descartá-lo, de forma a abrir espaço para objetivos que possam trazer maiores ganhos em nossa vida.

A partir do momento que já temos um objetivo, uma mudança, ou um propósito de vida, poderemos então fazer uso da ferramenta de ganhos e perdas. O primeiro passo é responder as questões levantadas pela ferramenta:

 

1º O que você ganha se obtiver isto? (seu propósito, desejo, uma mudança de vida).

Esta questão irá levantar nossos motivadores, as coisas que nos darão prazer ao conseguir realizar o que é desejado. São estes pontos que irão nos auxiliar, quando por exemplo estivermos confusos com o caminho escolhido. Serão nosso combustível para prosseguir, mesmo quando tudo parece perdido em sem nenhum sentido.

 

2º O que você perde se NÃO obtiver isto? (as vezes a dor pode ser um motivador muito forte, e é isto que estamos buscando com esta questão)

Quando precisamos geralmente de uma motivação para prosseguir, é muito comum buscarmos isso na dor que algo nos trará. Pensar no que perdemos quando não alcançamos nossos objetivos, traz para dentro um sentimento de angustia, que ninguém consegue ignorar. É neste momento que devemos transformar este sentimento em combustível para prosseguir, para ir até o fim e fazer o que deve ser feito, para que nosso objetivo seja alcançado dentro de nossas expectativas.

 

3º O que você ganha, se NÃO obtiver isto? (quais o benefícios de não alcançar o resultado esperado?)

Neste momento, estamos identificando elementos que nos dão prazer, mas que podem interferir de maneira negativa em nosso processo de mudança. Estes elementos são considerados sabotadores, e podem oferecer uma grande resistência em todo o processo. Geralmente encontramos com eles nos momentos de comodismo, quando estamos levando uma vida “morna”, sem muitas emoções. E quando determinamos que é o momento de mudar, eles aparecem para nos dizer o quanto estamos bem como estamos, e que mudar não fará nenhuma diferença.

 

4º O que você perde se obtiver isto? (quais elementos de sua vida atual você pode perder ao alcançar seu objetivo).

Esta questão é de grande importância para que possamos descobrir e avaliar quais elementos podem atrapalhar nosso processo de mudança. As vezes quando decidimos por uma grande mudança, não nos atentamos ao que podemos perder com isso, e num futuro próximo, estas perdas podem voltar como um grande peso, atrapalhando e dificultando todo o processo. Determinar estes elementos irá ajudar a decidir se a mudança é realmente viável ou não.

 

Respondendo a estas 4 questões, estaremos montando nosso quadro de ganhos e perdas, e a partir de nossas respostas, poderemos então fazer a avaliação necessária para estabelecer nosso objetivo como viável ou não. Vamos entender como fazer esta análise:

A primeira análise é sobre a minimização de Perdas. Para isso, no nosso QUARTO quadro, avalie cada perda com a seguinte questão:

O que você pode fazer para minimizar as possíveis perdas?

Faça isso com cada perda anotada, verifique como você pode diminuir as possibilidades de perda, sem que para isso precise desistir de seu objetivo. Quanto mais você conseguir adaptar seu objetivo com seus ganhos, minimizando suas perdas, mais próximo dele você vai se encontrar, e mais força de vontade você terá para concluí-lo.

 

A segunda análise é em relação aos ganhos secundários, ou os sabotadores de nosso TERCEIRO quadro. Para cada ganho secundário anotado, iremos nos fazer a seguinte questão:

O que você pode fazer para continuar tendo os ganhos atuais em não obter o que você deseja? Como você pode manter estes ganhos, e mesmo assim conseguir realizar seu desejo ou propósito?

Se você conseguir responder cada ganho com uma solução positiva, e que mesmo assim você possa ainda concluir seu objetivo, esses sabotadores se tornarão possíveis motivadores, que irão ajuda-lo a alcançar seu objetivo almejado, sem que para isso precise se sacrificar a perder coisas que você também gosta.

 

A terceira análise é sobre a congruência sistêmica de seu propósito e/ou objetivo. Para isto vamos nos fazer o seguinte levantamento:

Este objetivo ou resultado esperado afeta negativamente outras pessoas ou o meio no qual faço parte?

Esta é a parte mais difícil de admitirmos em nossos objetivos. Muitas pessoas ainda trazem dentro de si uma espécie de egoísmo, onde queremos ver somente o nosso próprio bem, sem se importar realmente com o que pode ser bom para os outros também. Congruência significa Concordância, saber se nosso objetivo esta em concordância com o meio no qual vivemos é de grande importância para que o mesmo possa ser viável. Caso em algum momento a resposta a esta questão seja um sim ou um não duvidoso, temos então que partir para o quarto passo da análise, que é o ajuste de objetivo:

Se SIM, o que você precisa alterar no seu objetivo para que este afete apenas positivamente outras pessoas ou o meio no qual você vive?

É importante que nosso objetivo possa ser maleável a mudanças. Um objetivo extremamente rígido, torna-se mais difícil de ser alcançado. Principalmente quando temos de modifica-lo para que ele não interfira de maneira negativa em relação a outras pessoas ou com o meio no qual vivemos. Um dos princípios do Life Insight é que você possa alcançar seu sucesso, sem que com isso você prejudique outras pessoas. Ter sucesso significa estar bem, e fazer com que todo o seu meio esteja bem também.